Image is not available

A Assembleia Geral das cooperativas paraenses reelegeu por aclamação unânime Ernandes Raiol da Silva como presidente do Sistema OCB/PA.

Image is not available

Os 950 metros quadrados da nova Casa do Cooperativismo foram poucos para conter sentimentos como orgulho, realização e felicidade.

Image is not available

As cooperativas analisaram o mapa estratégico, discutiram entre si e fizeram contribuições que serão incluídas na diretriz de trabalho.

Image is not available

Neste mês, cooperativistas de todo o Estado se encontrarão em Belém para participar de programações decisivas para os rumos do setor.

Image is not available

O curso é um desdobramento do Seminário de ramo promovido pelo Sistema OCB/PA em 2017. As cooperativas solicitaram formação continuada.

Arrow
Arrow
Slider
O OURO VERDE DO BRASIL
Números no Pará

450

Empregados

3.742

Cooperados

49

Cooperativas





Arroz, feijão, carne, legumes, ovos, leite e o cafezinho nosso de cada dia. Tudo isso e muito mais é produzido, hoje, em cooperativas. É possível arriscar que, no prato de todo brasileiro, tenha sempre um alimento produzido por uma cooperativa do Ramo Agropecuário. E além de enriquecerem a nossa mesa, esses alimentos e produtos garantem a renda de milhares de produtores rurais . São homens e mulheres que encontram no cooperativismo uma ótima alternativa de comercialização da produção conjunta, armazenamento e industrialização, além da assistência técnica, educacional e social.

O campo brasileiro é protagonista na produção de alimentos e na geração de trabalho e renda no país. E nós, cooperativistas, temos um papel central nesse protagonismo. Nossas cooperativas têm realizado fortes investimentos na ampliação e na modernização das técnicas de plantio, comercialização e agroindustrialização das principais matérias-primas e fibras produzidas no Brasil. Com isso, contribuem ativamente para o desenvolvimento não apenas do agronegócio, mas da economia brasileira.

Além disso, temos papel fundamental na transferência de tecnologias e na assistência técnica, contando com o suporte de mais de 8 mil técnicos, incluindo engenheiros agrônomos, engenheiros florestais, veterinários, zootecnistas e técnicos agrícolas. E o que isso significa na prática? Que temos um dos mais atuantes e eficazes modelos de assistência ao produtor rural brasileiro. Também por isso, somos referência na realização de feiras e vitrines tecnológicas para o agronegócio.

Pelo tempo...

Nossa história começa no Paraná, em 1847, com a fundação da primeira cooperativa agropecuária do país. Mas foi somente a partir de 1907, que o setor ganhou impulso. Tudo porque o então governador do estado de Minas Gerais, João Pinheiro, lançou um projeto cooperativista com o objetivo de eliminar, de uma vez por todas, os intermediários da produção agrícola. Naquele tempo, a venda de produtos como o café era controlada por estrangeiros.

Foram as cooperativas, portanto, que deram o pontapé inicial para nacionalizar a comercialização dos produtos agropecuários brasileiros. E fizeram ainda muito mais pelo Brasil: alavancaram a produção, modernizaram o campo, investiram em novas tecnologias e conquistaram o mercado internacional. E ao longo de todo o século 20, foram reafirmando sua importância para a economia do país.

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.