Image is not available

A Prefeitura pretende expandir o cooperativismo no Município, que é o centro econômico e administrativo da maior região produtora de commodities agrícolas da Amazônia brasileira.

Image is not available

As cooperativas paraenses agora possuem uma nova plataforma de conteúdos para se informar acerca de tudo o que ocorre no mercado cooperativista. O site do Sistema OCB/PA foi totalmente remodelado.

Image is not available

Membros do conselho de administração da cooperativa Sicredi Sudoeste MT/PA realizaram visita para conhecerem ainda melhor o Estado.

Image is not available

"Qualidade é o nosso foco e com parceria fica mais fácil empreender” foi o tema da programação. Todas as metas de 2018 e a avaliação das atividades desempenhadas.

Arrow
Arrow
Slider
COOPERAR EM PROL DA EDUCAÇÃO
Números no Pará

13

Empregados

224

Cooperados

07

Cooperativas



Escolher a escola dos filhos é um desafio para toda família. Há quem busque ensino forte, capaz de preparar a garotada para o vestibular. Outros preferem um colégio focado na formação de cidadãos éticos, com valores sólidos como o senso de justiça e a cooperação. Pois no cooperativismo educacional, os pais encontram as duas coisas. E com uma vantagem muito importante: preços mais justos. Afinal, essas instituições não têm fins lucrativos. Sua finalidade é oferecer educação de qualidade a crianças e jovens, além de oportunidade de trabalho a profissionais de educação.

Além de oferecer uma educação de qualidade e contribuir para a formação de cidadãos mais atuantes, as cooperativas educacionais também funcionam como um modelo de trabalho empreendedor para professores. Sem falar daquelas que são constituídas pelos próprios alunos. As possibilidades são diversas e, por isso, as cooperativas educacionais podem ser formadas tanto por pais de alunos quanto por profissionais da educação ou, ainda, por estudantes.

Educação
Pelo tempo...

As cooperativas deste ramo surgiram como alternativa às deficiências do ensino público e às altas mensalidades do ensino privado. A primeira experiência brasileira e latino-americana de cooperativismo na educação surgiu em 1948, com a fundação, por professores, das Escolas Reunidas Cooperativa Ltda., em Belo Horizonte (MG). O reconhecimento do ramo, porém, aconteceu apenas décadas mais tarde, em 1987, com a criação da Cooperativa de Ensino de Itumbiara (CEI), mantenedora do Colégio Cora Coralina. E até meados da década de 1980, existiam apenas onze cooperativas educacionais no Brasil.

A grande expansão do segmento só começou a acontecer na década de 1990, quando foram abertas mais de oitenta novas escolas cooperativas em todo o Brasil. A explosão foi um reflexo da queda da qualidade do ensino público e dos altos preços cobrados no setor privado e da baixa remuneração aos professores. Incomodados com isso, pais, professores e estudantes viram no cooperativismo a melhor solução para tornar a educação menos onerosa e mais comprometida com o desenvolvimento da sociedade, resgatando a cidadania plena de todos os envolvidos.

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Login Form