Image is not available

O Projeto do Sebrae/PA em parceria com a OCB/PA visa melhorar as atividades econômicas e cultivos existentes na comunidade do Piranha, no município de Mojuí dos Campos.

Image is not available

A Cooperativa de Reciclagem de Santarém (COOPRESAN) recebeu visita técnica, que é uma das etapas do processo de registro.

Image is not available

Para diminuir a inadimplência, o Colégio Batista de Santarém ofertou promoções para facilitar o pagamento. Já a CEAC de Castanhal oferece preços mais acessíveis de mensalidade .

Image is not available

Deve-se enviar as solicitações para o e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. com a data e os respectivos editais.

Arrow
Arrow
Slider

O presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol, é membro titular do Conselho organizado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (SEDAP). O evento teve a participação de produtores das principais cadeias do agronegócio e autoridades como o Diretor da DDICS (Sedeme), Sérgio Menezes e o superintendente do MAPA, Clésio Teixeira. Foram discutidos assuntos como o incentivo ao crédito para as cooperativas e a necessidade de inclusão das energias renováveis.

Dentro das pautas discutidas, falou-se da Soja na Amazônia e o papel da Caixa Econômica Federal, uma espécie exótica da Palma de óleo, o zoneamento para a cana-de-açúcar no estado do Pará, as fraudes que ocorrem na realização do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e os polos de produção no Estado. Também se falou sobre as áreas livres de pragas, como na Citricultura, a verticalização do cacau, as resexs do Marajó e a malha ferroviária paraense.

“Também inclui a necessidade de se incentivar práticas sustentáveis. É preciso reiterar sempre a energia solar como sendo uma estratégia de atração para investidores no Pará. Para isso, é necessário criarmos linhas de crédito voltadas para o incremento desta atividade na qual o cooperativismo paraense já é uma referência”, afirmou Ernandes.

Um dos temas discutidos de muito interesse para as cooperativas é o Fundo de Aval, que pode ser implementado através do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), o qual tem o objetivo de contribuir para a promoção do desenvolvimento econômico e social da região. A modalidade de crédito já é realidade no Centro-Oeste. 

“Não há como falar sobre desenvolvimento do nosso agronegócio sem inserir o crédito que torna possível o capital girar, assim como proporciona o acesso a novas tecnologias, insumos e incrementos para o produtor. Precisamos democratizar mais esse acesso e, neste sentido, contamos com o apoio do cooperativismo financeiro”, completa Raiol.

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.