spacer
 

Notícias

Cooprusan inaugura espaço para comercialização
 
04/08/2017
 

A qualidade e sustentabilidade dos produtos da Cooperativa dos Produtores Rurais de Santarém (Cooprusan) ganhou um espaço novo para exposição. A cooperativa inaugurou na última quinta o Feirão Frut’San, um lugar planejado para a comercialização das mercadorias da agricultura familiar para a população santarena. O Feirão é localizado na rua Fernando Guilhon, entrada do residencial Salvação. O Sistema OCB/PA participou da inauguração, assim como o vice-prefeito, José Tapajós, acompanhado dos secretários de agricultura de Santarém, Belterra e Mojuí dos Campos.

Serão comercializados itens como abóbora, farinha, hortaliças, pimenta, tucupi, mandioca e 12 tipos de polpas de frutas dentro das normas vigentes e com certificação do Ministério da Agricultura: abacaxi, acerola, caju, cupuaçu, carambola, cacau, goiaba, jaca, manga, maracujá, muruci. O objetivo é atender, também, industrias do ramo de sucos, doces, redes de supermercados, atacadistas, cadeia de hotéis e restaurantes, revendedores em todo o território brasileiro. O feirão irá atender 11 bairros da grande área do Santarenzinho e Maracanã, priorizando o residencial Salvação formado por moradores beneficiados pelo projeto "Minha Casa, Minha Vida".

As polpas custam R$ 3,00, exceto a de cacau (R$ 5,00), cupuaçu (R$ 6,00), muruci e taperebá (R$ 4,00). A cooperativa trabalha com polpas 100% naturais, oriundas da agricultura familiar sem aditivos químicos, valorizando sempre os produtores regionais. “Nosso produto é sinônimo de qualidade e acreditamos no potencial de atividades em sistemas agroflorestais, produzindo florestas e a fruticultura, preservando a biodiversidade da Amazônia”, afirma o presidente da Cooprusan, Cidnei Nunes.

Fundada em 2008, a Cooprusan começou com 23 cooperados unidos pelo objetivo de expandir a comercialização dos produtos. Hoje, já são 70 cooperados que trabalham com hortaliças e frutos de todos os tipos. Além do Feirão, os produtores atendem a programas do mercado institucional como o PNAE e o PAA.

Ao sentir a necessidade de ter maior eficiência no aproveitamento da produção, a Cooprusan conseguiu a implantação de agroindústria para a fabricação de polpa de frutas. De acordo com dados da cooperativa, depois da inauguração da agroindústria, os cooperados conseguiram contratos no valor de R$ 150mil de venda.  Em 2011, o valor passou para R$ 280mil, em 2013 para R$ 500mil e até 2015 o valor de comercialização chegou R$ 900mil. “Havia uma perca grande no pólo do abacaxi, maracujá e acerola. Muitos produtos se perdiam porque não tinha venda. Na época da safra, o mercado fica voltado e não há valorização, mas, com o beneficiamento, conseguimos a venda da polpa e agregar valor ao nosso produto”, explica Cidnei.

O Sistema OCB/PA auxiliou a cooperativa desde sua fundação, com cursos básicos sobre o cooperativismo. Ao decorrer da evolução das atividades, a demanda por capacitações aumentou e também se auxiliou na estruturação da fábrica de agroindústria com orientações para construção, finalização documental, até na elaboração de preço de comercialização. “Ficamos muito felizes com a conquista dos cooperados que mostra o nível de desenvolvimento do cooperativismo que está sendo praticado na região. Isso é fruto de muito trabalho e parcerias. A tendência é continuar a expansão, acessando outros mercados, até mesmo o internacional. Para isso, é necessário se enquadrar cada vez mais dentro das normas de certificação. O Sistema OCB/PA está disponível para acompanhar os cooperados, garantindo o profissionalismo necessário. Ainda temos muito a crescer. Só conseguiremos juntos pela cooperação”, conclui o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

 
Link:
Fonte: Ascom Sistema OCB/PA - Wesley Santos
 
 
 

OCB/SESCOOP-PA
Av. João Paulo II, 515, Marco CEP: 66095-491, Belém – Pará
Fone: (091) 3226-5280/ 3226-4140 - Fax: (91) 3226-5014