spacer
 

Notícias

FNQ faz avaliação positiva do Sistema OCB/PA
 
10/10/2017
 
O bom gerenciamento de processos internos, clima organizacional favorável e o controle das ações de capacitação foram alguns dos fatores destacados na avaliação feita pela Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) acerca da Unidade Estadual da OCB/PA. Desde julho, a Fundação realizou um acompanhamento das atividades da equipe interna, identificando os pontos positivos da atual gestão e as melhorias que devem ser implantadas para a continuidade do desenvolvimento obtido pelo cooperativismo no Pará. A última etapa do ciclo anual do Programa de Desenvolvimento de Gestão do Sistema OCB (PDGS) ocorreu nesta semana, com a entrega do relatório de análise.

O PDGS é um programa de gestão empresarial baseado em critérios de excelência, com o objetivo de proporcionar a melhoria da gestão das unidades estaduais do Sistema OCB em relação ao alcance de alto desempenho. Suas diretrizes são promover a cultura da excelência gerencial, o compartilhamento de boas práticas e a capacitação interna das equipes. Ele segue as mesmas diretrizes do PDGC, que é voltado para as cooperativas.

Foram realizadas várias etapas de visita de avaliação, identificando-se os pontos positivos como o bom relacionamento entre os colaboradores, o gerenciamento das atividades das ações de desenvolvimento das cooperativas, a contratação de serviços bem estruturada e controlada com sistema informatizado que apoia a gestão. “O Sistema possui uma série de programas como o PDGC, que estão consolidados. Também criou ferramentas próprias como o GESCOOP, que auxilia na organização das cooperativas. Há uma série de praticas muito boas, mas há espaços para aperfeiçoamento”, ressaltou o especialista da FNQ, Vitor Hofmann.

Com isso, a FNQ elaborou informações sobre os processos internos e, na última etapa, foram analisadas as oportunidades de melhoria, apontando alguns eixos de atuação prioritários para o Sistema OCB/PA com a finalidade de promover o progresso do seu negócio. Definiu-se cinco eixos prioritários: Organização das atividades internas, criação de um sistema de indicadores, desenvolvimento de Tecnologia de informação, aperfeiçoamento das pessoas e implementação dos objetivos estratégicos.

“Finalizamos o plano de ações numa visão macro nesses cinco eixos, na maior parte com estimativa de execução até dezembro do ano que vem. A Unidade, após essa visão macro, precisa detalhar ações mais específicas para, então, começar a implementá-las. Teremos mais algumas reuniões não presenciais para, em caso de dúvida sobre o detalhamento dos planos, orientarmos ao melhor caminho. Vamos continuar acompanhando ao longo do ano que vem para cumprirmos o que foi decidido em conjunto e a Unidade terá êxito dentro do prazo estipulado”, completou Vitor.

No primeiro eixo, se incentivou a melhorar o gerenciamento de todas as atividades que o Sistema realiza, tendo clareza de como está funcionando o atendimento às cooperativas nas áreas de monitoramento, formação profissional e social, assim como a gestão financeira, suprimentos e demais ações. No segundo eixo, será criado um sistema para avaliar os resultados desse gerenciamento com indicadores que permitam a diretoria, a superintendência e os conselhos terem uma avaliação geral do desempenho do sistema.

“A análise foi excelente, pois demonstra o quanto já avançamos e o quanto podemos avançar. Essa avaliação possibilita detectarmos falhas não percebidas antes da conclusão do PGDS. É justamente uma das medidas para as quais incentivamos nossas cooperativas, utilizando os produtos da Unidade Estadual como o Programa de Desenvolvimentos da Gestão Cooperativa (PDGC). Não importa o nível de gestão que alcancemos, sempre há o que melhorar”, afirmou o Superintendente do Sistema OCB/PA, Júnior Serra.

Nos outros eixos serão trabalhados planos que considerem as necessidades de investimento em informática a serem contempladas nos próximos 5 anos, tanto em infraestrutura quanto no desenvolvimento de sistemas de Inteligência de negócios para organizar as informações disponíveis e gerar relatórios.  No âmbito do gerenciamento de pessoas, será feita uma avaliação de desempenho com o propósito de identificar as necessidades de capacitação interna e ações que visem a melhoria da qualidade de vida dos empregados da unidade.  Por último, os objetivos estratégicos serão consolidados. 

“Ficamos satisfeitos com avaliação positiva do trabalho que vem sendo realizado, mas, acima de tudo, pela oportunidade de crescer. Um empreendimento jamais pode se considerar totalmente estabilizado e abrir brechas para a estagnação. Precisamos sempre evoluir. Neste sentido, ter um parceiro de referência como a FNQ nos dá segurança para seguirmos em um rumo direcionado com bastante clareza”, afirmou o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.
 
Link:
Fonte: Ascom Sistema OCB/PA - Wesley Santos
 
 
 

OCB/SESCOOP-PA
Av. João Paulo II, 515, Marco CEP: 66095-491, Belém – Pará
Fone: (091) 3226-5280/ 3226-4140 - Fax: (91) 3226-5014