spacer
 

Notícias

Sicoob promove 2° Encontro Estadual do Cooperjovem
 
31/10/2017
 

O cooperativismo vem transformando a percepção educacional da rede pública de ensino do Pará através da implementação do Programa Cooperjovem, que realizou o seu 2° Encontro estadual na última sexta (27), em um salão de eventos em Santa Izabel. Com o tema: “Novos Olhares Reconstroem o Conhecimento”, participaram cerca de 170 professores das escolas públicas do município e da Cooperativa dos Educadores Autônomos de Castanhal (CEAC). Ao todo foram capacitadas 25 escolas durante o ano. A programação foi organizada pelo Instituto Sicoob, pelas cooperativas Sicoob Unidas e Sicoob Cooesa, com apoio do Sistema OCB/PA.

O prefeito Evandro Watanabe, a secretária de Educação, Elen Alves e o superintendente do Sistema OCB/PA, Júnior Serra prestigiaram o evento. Em abril, a Prefeitura assinou o termo de cooperação técnica para a operacionalização do Programa. No mês seguinte, a Sicoob Unidas mapeou as escolas interessadas e realizou a sensibilização com os professores em parceria com o SESCOOP/PA. “Nos sentimos muito felizes pela parceria. Proporcionamos uma forma de esclarecimento e preparação para nossa juventude imbuída no espirito cooperativista, no trabalhar em associativismo. É um projeto que já conhecíamos na expectativa de trazer para o município, sentindo que plantamos sementes a fazerem a distribuição desses valores dentro de Santa Izabel. Precisamos sempre trazer novas forma de educação”, afirmou o Prefeito que também é sócio-cooperado da Unidas.

No total, 64 professores aderiram à iniciativa e foram iniciados na fase de capacitação acerca dos valores, da doutrina cooperativista e da metodologia do Cooperjovem. O grupo foi dividido em duas turmas e qualificado em dois módulos de capacitação. Na sexta, realizou a etapa final com a entrega dos certificados de conclusão.  “Foi uma inovação. Abriu nosso olhar para horizontes novos e executamos os projetos dentro da escola que serviram como um renovo tanto para as famílias, quanto para nossas crianças e adolescentes. O cooperativismo trouxe uma mudança extraordinária na vida deles. A avaliação é muito positiva”, afirmou Maria Sodré, professora há quatro anos da rede pública.

Na programação, ocorreram apresentações artísticas com o grupo artístico Trupeço, palestra com o Secretário Municipal de Educação de Castanhal, professor Adriano Salles que falou sobre o tema "Novos Olhares para a prática pedagógica". O professor Nailor Marques também ministrou palestra sobre o tema "Novos Olhares  Reconstroem o conhecimento".

O vencedor do primeiro Projeto de Educação Cooperativista (PEC) no Pará foi conhecido na oportunidade. “Implantei o projeto em duas vertentes. Na parte cooperativa, os alunos cooperam no ensino. Quem tem maior facilidade com algum assunto divide o conhecimento com os outros colegas. Na parte ambiental, fizemos ação com plantio de muda, palestra sobre uso sustentável, conscientização com o meio ambiente. Também auxiliamos na campanha Papa Pilhas, arrecadando mais de 650 itens de pilhas e baterias , o que contribuiu para unir a comunidade, os pais e a escola. Na parte pessoal, também me ajudou como professor a trabalhar de forma mais dinâmica”, afirmou o professor Fábio Fujiyama.

No próximo ano, a Prefeitura garantiu a capacitação de mais 25 escolas do município em parceria com a Sicoob Unidas e o Instituto SICOOB. Em Castanhal, o programa também continua com o apoio da Sicoob Cooesa. “Nos dispomos como cooperativa parceira por compreendermos a nossa responsabilidade em impactar positivamente a comunidade em que estamos inseridos. Tivemos mais de 70 professores inscritos, porém alguns precisaram se afastar. Após o resultado positivo do Cooperjovem em 2017, a prefeitura solicitou uma nova formação para estes que não concluíram. Já estamos alinhando com o Sistema OCB/PA para o próximo ano”, afirmou o presidente da cooperativa, Carlos Edilson Santos.

 

COOPERJOVEM

O Programa fomenta o cooperativismo em parceria com as escolas pela inserção de uma proposta educacional construída com os princípios, valores e a prática da cooperação. O professor recebe uma formação em cooperativismo e material de suporte para trabalhar com o tema cooperação nas diversas disciplinas. Em português, por exemplo, o professor pode utilizar um texto que fale sobre cooperação para articular qualquer assunto da língua portuguesa. Em História, pode falar da história do cooperativismo. O material traz todo o suporte para que ele transite pelas disciplinas e pelos conteúdos que já tem que ministrar, incluindo a questão do cooperativismo.

“Levar o entendimento da cooperação, motivar os alunos à cooperação e a se interessar por temas que fazem parte do dia a dia é fundamental. Os professores puderam perceber que podem aplicar o cooperativismo em qualquer parte da vida dos alunos, tanto na escola, como na família e na sociedade. É uma mudança de mentalidade que tem muito a desenvolver o nível intelectual e cultural do ensino público”, afirmou o presidente Ernandes Raiol.

 
Link:
Fonte: Ascom Sistema OCB/PA - Wesley Santos
 
 
 

OCB/SESCOOP-PA
Av. João Paulo II, 515, Marco CEP: 66095-491, Belém – Pará
Fone: (091) 3226-5280/ 3226-4140 - Fax: (91) 3226-5014