Cooperdoca renovará frota com crédito cooperativista




Depois de um arrastado 2017, uma das cooperativas mais tradicionais de Belém com 19 anos de operação e 170 cooperados em atividade, a COOPERDOCA superou boa parte das dificuldades e começa a colocar em prática o plano de expansão da cooperativa. Entre as principais ações estão a renovação da frota de carros que estejam acima de 5 anos, redução do número de veículos alugados e, consequentemente, aumentar o retorno financeiro para os cooperados. Pensando nisso, representantes da COOPERDOCA se reuniram nesta quinta-feira (08/03) com as cooperativas de crédito SICREDI Belém e SICOOB Unidas para conhecer as soluções em financiamento que cada uma pode disponibilizar. O presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol, também participou das discussões como um grande entusiasta da intercooperação.

 



“Precisamos estreitar o relacionamento dento do segmento cooperativista para fortalecê-lo e usufruir das vantagens que a intercooperação pode trazer para todos nós, como por exemplo, taxas de juros mais interessantes, possibilidade de negociação direta, coletiva e o fortalecimento financeiro das próprias cooperativas envolvidas”, ressaltou o Ernandes Raiol.



Dados Aliança Cooperativista Internacional, apontam que no mundo, mais de 1 bilhão de pessoas tem como renda principal as cooperativas. No Brasil, 51,6 milhões de pessoas são beneficiadas direta ou indiretamente pelo cooperativismo. As cooperativas de táxi transportam cerca de 2 bilhões de passageiros por ano, com média 5,5 mil pessoas por dia. Hoje, a Cooperdoca mantém um faturamento mensal de cerca de R$200 mil e pretende aumentar esse valor ao otimizar os recursos da cooperativa.

 


“Por falta de desconhecimento mesmo, por vezes acabamos por não utilizar os recursos que o cooperativismo nos disponibiliza. Por isso, estamos procurando conhecer as cooperativas de crédito para beneficiar a nossa cooperativa e a vida dos cooperados”, contou o presidente da Cooperdoca, Ewerton Lobado.



As taxas de juros de uma cooperativa de crédito são menores em cerca de 40% em relação às praticadas por bancos convencionais, com a vantagem de o associado ser dono e cliente ao mesmo. “Isso faz toda a diferença. Nós presamos pelo encantamento dos nossos associados e mostramos para eles todas as vantagens na ponta lápis”, enfatizou o diretor administrativo do Sicredi Belém, Amaury Dantas.



Na Sicoob Unidas, o diretor superintendente Manoel de Jesus Martins apresentou o sistema Sicoob e disponibilizou um atendimento diferenciado para a Cooperdoca a fim de vislumbrar a melhor solução financeira para a Cooperativa. “Aqui, prezamos pelo relacionamento. Esse é o maior bem de toda a cooperativa de crédito. Estejam certos que teremos o maior prazer em satisfazer as demandas de vocês”, afirmou.

 



Superação

Em todo Brasil, o segmento de taxi passou por forte abalo após a entrada de vários aplicativos. No Pará, não foi diferente, mas a postura de gestão da Cooperdoca fez com que a cooperativa se reposicionasse ao incrementar uma série de ações. “O ano de 2017 foi um ano de arrumar a casa. Saímos de uma caótica inadimplência de 80% para 10% já primeiro trimestre de 2018. Alavancamos o nosso aplicativo e nos reposicionamos no mercado com atendimento diferenciado, carros tops de linha e segurança para os nossos clientes. Hoje, o cliente Cooperdoca sabe exatamente o que é ser ‘o’ cliente Cooperdoca”, explicou o contador da Cooperdoca, Marcelo Baena.

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.