Sistema OCB e ONU oficializam parceria

“A ONU considera o cooperativismo uma ferramenta essencial para construir uma sociedade mais justa e sustentável. Onde uma cooperativa se instala, ali são disseminados os valores desse modelo de negócio e, o resultado disso é o fortalecimento dos direitos humanos em todos os níveis”.

Com essa frase, o coordenador-residente do Sistema ONU no Brasil, Niky Fabiancic, comemorou o memorando de entendimento assinado no último dia 6, entre Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), da ONU.

O evento ocorreu na sede do Sistema OCB, em Brasília, marcando a celebração do Dia Internacional do Cooperativismo, comemorado neste sábado, dia 7/7, em mais de 100 países e por mais de um bilhão de cooperativistas.

A solenidade também contou com a participação de representantes das cooperativas Cooper Árvore, de Minas Gerais, e Coop-Acamdaf, do Amazonas. Ambas apresentaram iniciativas que mostram o comprometimento das cooperativas com a construção de uma sociedade mais justa, equilibrada e com melhores oportunidades para todos.

Representantes do PNUD, do Instituto Sicoob, das organizações estaduais do Sistema OCB no Amazonas e em Minas Gerais, da Embrapa e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento também prestigiaram a solenidade.

SUSTENTABILIDADE

A partir de agora, todas as ações de responsabilidade social desenvolvidas pelas cooperativas estarão ainda mais alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), propostos pela ONU, visando à erradicação da pobreza extrema no mundo até 2030. O memorando de entendimento também permitirá o desenvolvimento de iniciativas ainda mais abrangentes e com amplo impacto social.

O superintendente do Sistema OCB, Renato Nobile, disse que assinar um documento como esse é uma excelente maneira de marcar o Dia Internacional do Cooperativismo, já que as cooperativas brasileiras passam a contar, oficialmente, com a parceria do PNUD na realização de suas iniciativas de responsabilidade social, especialmente aquelas que dizem respeito ao ODS número 12, que trata do consumo e produção responsável (saiba mais).

"Este acordo funcionará como um documento guarda-chuvas para futuras ações de cooperação entre os sistemas ONU e OCB. As atividades previstas envolvem capacitações para dirigentes cooperativistas, produção de material informativo e parcerias para eventos nacionais e internacionais”, celebra Nobile.

NO BRASIL

O cooperativismo está presente em todo o país, gerando oportunidades de inserção econômica e social a milhares de   brasileiros – é um modelo de negócios empreendedor, diferenciado, que visa especialmente à qualidade de vida dos cooperados, seus familiares e empregados de cooperativas. Atualmente, 6.655 mil cooperativas estão registradas na OCB, congregando 13,2 milhões de cooperados e gerando 378,2 mil empregos diretos.

 

 

Fonte: OCB

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.