Entidades assumem compromisso de estimular energias renováveis

 

No mesmo dia em que a Aneel autorizou o reajuste de 11,75% na tarifa de energia elétrica no Pará, um termo de cooperação multidisciplinar foi assinado entre a Prefeitura de Paragominas, Câmara dos vereadores, Sistema OCB/PA, Coober e Sebrae/PA com o objetivo de fomentar a produção sustentável de energia. A assinatura ocorreu durante o evento Paragosol, organizado pela gestão municipal na última terça (07). Uma das iniciativas é o incentivo fiscal para os produtores que tiverem Geração Distribuída em suas unidades.

 

Outro grande ponto do evento foi a apresentação do projeto de energia solar que a Prefeitura de Paragominas pretende aplicar em seus órgãos. O objetivo é reduzir o gasto das contas públicas do poder municipal. “A COOBER já está instalada em Paragominas há alguns anos e já temos uma ideia das vantagens de se gerar a própria energia. Baseados neste exemplo, executaremos o projeto para que a nossa Prefeitura faça a geração de energia, abatendo as contas de todas as unidades consumidoras dos órgãos públicos”, afirmou o Prefeito.

 

De acordo com o termo, a Prefeitura Municipal se compromete a propor legislações favoráveis ao uso de energia solar FVe a continuar utilizando essa matriz em suas unidades consumidoras de energia; A Câmara dos Vereadores de Paragominas apoiará as leis relativas ao setor e implantará um sistema de geração de energia solar em sua sede. Já o Sistema OCB/PA fará a difusão do cooperativismo como uma possibilidade viável de produção de energia solar; O SEBRAE/PA organizará, divulgará e possibilitará a realização de treinamentos; A ABSOLAR apoiará na disponibilização de materiais e/ ou profissionais para difundir e desmistificar o uso dessa matriz energética Sustentável, assim como a COOBER através de seu próprio exemplo, sendo a primeira cooperativa de energia renovável do Brasil. 

 

"O cooperativismo no Pará tem aberto as fronteiras para o desenvolvimento autossustentável do país, à medida que o case de sucesso da COOBER está sendo difundido para todas as regiões brasileiras e provocando a constituição de novas cooperativas. Essa é a intenção do termo, um documento para oficializar e garantir um maior comprometimento para as atividades que já estamos desenvolvendo. Por isso, o evento foi bastante profícuo, esclarecendo ainda sobre outras dúvidas pertinentes acerca do atual modelo de produção energética e dos ganhos da geração distribuída", afirmou o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

 

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.