Diagnóstico do Cooperativismo Paraense está sendo produzido

 

 

Com investimentos em formação profissional, monitoramento e adoção de boas práticas de gestão, a expressividade socioeconômica das cooperativas cresceu consideravelmente desde 2016. A atualização do Diagnóstico do Cooperativismo Paraense, que está sendo produzido pelo Sistema OCB/PA, apresentará o cenário de evolução das cooperativas durante esse período e norteará os próximos passos do setor. A equipe da Unidade Estadual e da Nós Consultoria está contactando as cooperativas por telefone para a obtenção das informações.

 

As singulares devem estar preparadas para obter dados sobre: Quadro administrativo, com os conselheiros, diretores, número de cooperados ativos e inativos e número de empregados; Participação nos projetos e programas do SESCOOP/PA, tais como PAGC, PDGC, Gescoop ou mesmo apoio em participação de feiras e eventos; Produção, com a descrição de quais os produtos e serviços oferece; Canal de distribuição do produto, seja na esfera estadual, municipal ou federal; Legalizações ou certificações; Nível de acesso ao crédito.

 

“Seguiremos a mesmo métrica de questionário e avaliação do primeiro produto elaborado em 2016 para obtermos um gráfico histórico de evolução. Faremos uma análise comparativa para identificarmos os resultados obtidos e o grau de maturidade das singulares após a aplicação dos nossos programas de acompanhamento, monitoramento e aprimoramento das cooperativas”, afirmou o superintendente do Sistema OCB/PA, Júnior Serra.

 

Ao longo deste mês, a equipe técnica do Sistema OCB/PA e da Nós Consultoria está obtendo os dados via ligação telefônica. A etapa de coleta de dados segue até o início de dezembro. O prazo para a entrega final, com os números consolidados e tabulados é 15 de dezembro.

 

“Convocamos nossas cooperativas para participarem e contribuírem com a organização desses dados, afinal, é um produto estratégico para o posicionamento das singulares frente o cenário da economia regional. Isso posto, teremos uma noção do ponto de maturidade alcançado pelo setor e as necessidades de adequação e melhoria a serem trabalhadas assertivamente nos próximos anos. O Diagnóstico é a nossa carta náutica rumo a patamares mais competitivos do cooperativismo paraense”, afirmou o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.