Aprendizes apoiam projeto solidário

 

O cooperativismo nos força a ampliar a visão para além da rotina de trabalho e enxergar as realidades que cercam as instalações das cooperativas. Realidades por vezes precárias e que são uma oportunidade para mostrar o diferencial do cooperativismo. Este é o objetivo que move a ação do Programa Aprendiz Cooperativo, promovido pelo Sistema OCB/PA. Os alunos estão contribuindo com o projeto “Fazer o Bem sem olhar a quem”, arrecadando alimentos não perecíveis a serem destinados à comunidade do Distrito industrial. A entrega será realizada na próxima terça (11), com uma programação para pais e crianças.



A arrecadação iniciou em novembro.  A intenção é coletar 100 cestas básicas com itens de necessidade elementar, como arroz, feijão e macarrão. Até a data de entrega, os aprendizes ainda buscam aumentar a quantidade de leite em pó, óleo de soja, cream cracker, café, macarrão e açúcar.



“Atendendo ao sétimo princípio do cooperativismo, que trata acerca do interesse pela comunidade, assumimos o dever social de contribuir com um projeto já existente no Distrito. Os aprendizes estão se mobilizando bastante, pedindo apoio para amigos, familiares e outros parceiros que possam contribuir com a iniciativa. A equipe interna do Serviço de Aprendizagem do Cooperativismo (SESCOOP/PA) também contribuiu com cinco fardos”, explicou a coordenadora do Programa Aprendiz Cooperativo, Rafaela Menezes.



O projeto “Fazer o Bem Sem Olhar a Quem”, apoiado pelos aprendizes, promove regularmente eventos sociais e culturais à população carente, como aulas de dança de balé para crianças. Nos finais de ano, é realizado um evento maior com a entrega de cestas de básica. As comunidades beneficiadas em 2018 serão a Portelinha I e II do Saré localizado, localizado no Distrito Industrial de Ananindeua. Além da entrega dos gêneros alimentícios, haverá uma extensa programação com crianças e familiares na terça (11), de 8h às 12h na sede de uma associação no Conjunto Geraldo Palmeira.



“Ensinar as técnicas de produção, as especialidades de uma função laboral e até mesmo características próprias de organizações é algo que qualquer curso de aprendizagem pode proporcionar. Entretanto, não estamos apenas instruindo alunos na formação de assistente administrativo. Estamos preparando cooperativistas que agregam a produtividade do sistema capitalista e a preocupação com distribuição das riquezas características do socialismo. O cooperativismo é o único sistema econômico que proporciona isso”, reiterou o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

 

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.