Dia C é medida estratégica para desenvolvimento do cooperativismo

 

As cooperativas já beneficiaram mais de 50 mil paraenses com o Dia de Cooperar, mas esse número poderia ser bem maior. Na última edição, apenas 12,5% das singulares participaram da campanha, o que se reflete também nos resultados do negócio. O Planejamento Estratégico da OCB prevê que as cooperativas sejam reconhecidas não apenas por sua competitividade e integridade, mas em especial pela felicidade que geram. O Dia de Cooperar é a oportunidade para as singulares demonstrarem sua relevância social, contribuindo com o desenvolvimento integrado das comunidades. Para participar, as cooperativas precisam elaborar a inciativa e cadastrá-la no site do Dia C: diac.somoscooperativimso.coop.br.

 

Na última Assembleia Geral Ordinária do Sistema OCB/PA, o Dia de Cooperar foi apresentado e incluído na consolidação do mapa estratégico. Se definiu algumas ações norteadoras para os próximos anos, visando promover o desenvolvimento das cooperativas, trabalhando a qualificação profissional, monitoramento, mas também a preocupação com o aspecto social como algo indispensável. O Programa de Desenvolvimento da Gestão Cooperativista (PDGC) também prevê tal necessidade. A plataforma trabalha o modelo de excelência de gestão desenvolvido pela FNQ e avalia diversos critérios, como o “sociedade”.  Dependendo do resultado da avaliação, a cooperativa tem a possibilidade de ser reconhecida na premiação nacional do SESCOOP, o SOMOS COOP.

 

“É preciso enxergar o Dia C como algo estratégico para a gestão. As cooperativas já contribuem com o desenvolvimento social à medida que geram emprego e renda, mas precisam ampliar o seu reconhecimento pela sociedade. Isso é importante para reforçar a marca do cooperativismo como algo diferente dos negócios tradicionais. Somos diferenciados justamente pela questão social”, afirmou o presidente do Sistema OCB/PA, Ernandes Raiol.

 

As ações do Dia de Cooperar podem ser voltadas para as áreas de esporte e lazer, educação, responsabilidade social, integração, educação, cultura e saúde. A orientação é que as cooperativas realizem iniciativas, individuais ou em conjunto com outras, nos segmentos que tenham expertise e que não fujam da sua linha de atuação.

 

De acordo com o coordenador da campanha no Pará, Diego Andrade, o Sistema OCB/PA está estruturando um programa para mostra justamente o retorno em negócios para as cooperativas através da promoção social. “As ações de promoção social são um chamariz para a cooperativa poder entrar no mercado. A Coober, por exemplo, nasceu em uma proposta debatida em um Dia C. É uma possiblidade de transformação social que está gerando resultado financeiro e econômico para os cooperados”.

Shadow
Slider
SISTEMA OCB/PA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.